Como funciona o MyOps?

 

Toda empresa em fase de expansão ou em busca de sua estabilização no mercado passa por alguns contratempos nos seus bastidores.

E um desses contratempos é a briga das áreas por budget e pela alocação de recursos. Isso faz com que muitas empresas tenham que escolher onde colocar seus especialistas/analistas de Sales Ops dentro da empresa.

Os dados precisam estar no centro gravitacional do negócio, mas não há ainda padronização nas áreas sobre como os dados são gerenciados ou como esse analista cuida ou gerencia tudo que é gerado ali na empresa.

Isso sem falar da questão dos custos, uma vez que ter mais de um analista ou contratar ferramentas robustas de suporte pode ser extremamente oneroso para uma empresa em expansão.

Qual a solução para isso? O MyOps.

Toda a extração do CRM se torna automatizada, e a base de dados está pronta para ser consumida por uma plataforma de dataviz na empresa.

Por meio dela, será possível cuidar dos dados de toda a empresa, mesmo havendo somente um analista de dados, tornando todo o processo sustentável do ponto de vista financeiro.

Então hoje vamos falar um pouco sobre o que é o MyOps e como ele funciona, além de explicar os benefícios dessa ferramenta de inteligência de dados e Revenue Ops.

Vamos lá!

O que é o MyOps?

O MyOps é uma feature que faz parte da plataforma da Drivops, um software de inteligência de dados criado para extrair dados de diversas fontes do negócio, disponibilizando informações mais diretas e objetivas, facilitando o trabalho de diversas áreas, principalmente (pré) vendas e marketing.

Para atender as empresas e gestores que gostam de criar suas próprias lógicas e “caminhos” nos dashboards da empresa, o MyOps entrega uma solução “as a service” de integração de várias contas e ferramentas de marketing e vendas.

Essa estrutura pode extrair dados de diversos CRMs disponíveis no mercado, assim como ferramentas/softwares de vendas, Customer Success, martech e muitas outras fontes de dados que são relevantes para qualquer empresa.

Diferentemente de outras opções de Revenue Ops no mercado, os insights e informações que a Drivops disponibiliza muitas vezes são somente obtidos com filtros e programações avançadas ou com a ajuda de experts de dados nas empresas. 

Por isso, a plataforma acaba facilitando a vida dos profissionais de vendas e de marketing em geral.

A ferramenta é user friendly e pode finalmente inaugurar a área de Rev Ops que é inexistente em muitos negócios, ou que está dando seus primeiros passos em muitas empresas. 

Empresa com cenário escada, drivops

Quais são seus maiores diferenciais?

Quando falamos do MyOps e suas maiores vantagens de se obter, temos questões relacionadas ao time de Tech e uso de infraestrutura. Muitas ferramentas similares ao My Ops normalmente exigem que os usuários já possuam suas infraestruturas na nuvem (cloud). 

Porém aqui na Drivops é diferente: já entregamos uma infraestrutura em nuvem e uma ferramenta pronta para uso, sob demanda. 

Ou seja, a empresa não precisa ter um time técnico robusto, e podemos ajudar no onboarding e adaptação do time com nossas soluções. 

Quanto a questão de leitura e gestão de dados, como a ferramenta é user friendly, ela pode ser usada no bom estilo “drag and drop” (arrasta e solta) nos momentos de configuração de dashboards e campos visuais.

Todo seu funil de vendas pode agora estar em um mesmo lugar, juntando pré-vendas, CRM, plataforma de prospecção de leads (Ramper, por exemplo) e demais componentes que vão até mesmo o pós-vendas.

A comparação entre a Drivops “em default” e o MyOps

A Drivops funcionou por muito tempo com o dashboard e Grids visuais com pouca possibilidade de customização. Os KPI’s (Key Performance Indicators)  e métricas já estavam ali por default – você abria a plataforma e tudo já estava ali pronto para mostrar os dados do seu negócio.

Para atender uma demanda que se tornou expressiva, foi elaborado o MyOps, que  entrega maior customização aos usuários da Drivops.

Para tornar mais claro as principais diferenças novidades do My Ops, vamos esclarecer alguns possíveis perguntas que você possa ter:

1)Quando é mais indicado usar a interface padrão e o My Ops?

Para empresas que são mais maduras com as questões de dados e que gostam de customizar seus dashboards, o My Ops é a melhor opção.

Para aqueles que gostam de dados mais mastigados (eu sou um exemplo desse público) e que não exijam customização, temos o dashboard tradicional que vem por padrão ao usuário Drivops. 

Quem trabalha sozinho com dados e não tem muita experiência, pode se sentir mais confortável com a forma que a Drivops já disponibiliza a visualização de dados na plataforma.

Vale ressaltar que para os gestores e executivos de vendas que gostam de colocar seus próprios KPIs ou até mesmo gostam de excluir aqueles que vem por default em Plataformas de Inteligência de Receita, que vale a pena experimentar ou agendar uma demonstração da feature “My Ops”.

2)Empresa data-driven ou um perfil mais reativo?

Um outro fator que faz com que o MyOps seja melhor para você é se toda sua estratégia de vendas e pré-vendas tiver um grande foco em dados.

Empresas que possuem um perfil ou analistas pró-ativos com dados, que tomam decisões e atitudes muito tempo antes das campanhas e quarters realmente acontecerem, com certeza irão se beneficiar dessa nova funcionalidade de nossa plataforma.

Se hoje isso ainda não é uma realidade na sua empresa e os dados servem apenas para insights semanais ou mensais, com tomada de ação mais reativa (leia mais sobre os lagging indicators aqui) começar pelo dashboard padrão da Drivops poderá já ter um grande impacto positivo em sua operação.

3)Criando seu próprio Storytelling com os dados

Algo específico do My Ops é a possibilidade de criar seu próprio caminho entre a entrada de dados e inputs, para então serem transferidos para dashboards e relatórios.

Como a Drivops é uma ferramenta pronta para uso, ela pode frustrar aqueles que gostam de não apenas importar seus dados em plataformas de Rev Ops ou Sales Ops, mas também de ter fácil usabilidade deles dentro da plataforma.

Quem sabe operar bem com SQL pode extrair mais benefícios e possibilidades com a ferramenta, tendo assim mais autonomia.

Portanto, quem gosta de explorar uma ferramenta e tirar seu máximo proveito, colocando uma pitada de “personalidade” nela, a melhor opção para você é usar o Drivops por meio do My Ops.

4)Mantendo a equipe enxuta quando for necessário

Quando olhamos para a estrutura das áreas e times de uma empresa, muitas vezes nos damos conta que algumas funções acabam tendo que ajudar diversas áreas, como é o caso do analista de dados.

E por esse motivo, não há como tal profissional ficar focado nas vendas da empresa. 

Com o MyOps, as informações do CRM e das ferramentas de vendas começam a ser automatizadas aos poucos, e esse analista pode otimizar seu tempo e esforço na empresa, podendo ajudar e se dedicar ainda mais na equipe de vendas.

Ajudando as empresas que não tem seu próprio Data Warehouse

Como mencionado antes, a Drivops é uma empresa que tenta ajudar os times de vendas das empresas que não possuem suas próprias Data Warehouses, ou seja, possuem estruturas mínimas para operar na nuvem, ou estão em seus primeiros estágios rumo à digitalização.

Portanto, entregamos uma estrutura pronta, criada por meio de data lakes que permitem o uso de serviços em nuvem, com conexão e disponibilidade constante, 7/24.

De maneira geral, nosso objetivo é dar “uma acelerada” nas empresas que ainda não surfaram na onda da digitalização e que ainda estão em sua jornada rumo a uma empresa data-driven. 

Por isso oferecemos a infraestrutura e o SaaS disponíveis para que nossos parceiros comecem a usar seus dados como deveriam, e claro, pararem de perder grandes negócios pelo fato de negligenciar toda essa informação que antes de nossa ajuda ficaria perdida ou fora de alcance.

Equipes data driven